Seguidores

22 de fev de 2010

Brasil, o governo do caos (Parte II)

Brasil, o governo do caos (Parte II)

Jorge Nilson

A luta ideológica está acirrada em nosso país. De um lado um governo, ateu, socialista e manipulador, perseguidor de cristãos através de leis supostamente democráticas. Ainda deste lado uma imprensa idiota, hipócrita e covarde. Do outro lado os cristãos defendendo o seu direito de falar de Deus e do seu Evangelho e sendo ameaçado de prisão e multas se falarem o que diz a Bíblia, o livro Sagrado.

As contradições do governo

O Brasil é um país laico segundo a Constituição Federal. O governo é leigo neste assunto, não podendo promover, ou impedir as religiões. No entanto, favorece as religiões afro-brasileira, e principalmente a católica e cria leis para impedir os evangélicos de pregarem suas crenças sobre aborto, sexualidade, etc.

O governo diz proteger as famílias, e promove o homossexualismo como algo normal. Distribui camisinhas nas escolas e nos carnavais incentivando a prostituição.

Através do PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) afirma que as crianças sofrem influências de muitas fontes, e dentre elas propagandas, filmes e novelas... “

“A criança também sofre influências de muitas outras fontes: de livros, da escola, de pessoas que não pertencem à sua família e, principalmente, nos dias de hoje, da mídia. Essas fontes atuam de maneira decisiva na formação sexual de crianças, jovens e adultos. A TV veicula propagandas, filmes e novelas intensamente erotizados. Isso gera excitação e um incremento na ansiedade relacionada às curiosidades e fantasias sexuais da criança. Há programas jornalísticos/científicos e campanhas de prevenção à AIDS que enfocam a sexualidade, veiculando informações dirigidas a um público adulto. As crianças também os assistem, mas não podem compreender por completo o significado dessas mensagens e muitas vezes constroem conceitos e explicações errôneas e fantasiosas sobre a sexualidade”. Depois prepara 50.000 professores para doutrinar as crianças de 04 anos a favor do homossexualismo.

Todos contra os cristãos

É sabido entre nós a maneira que os ativistas gays manipulam as informações e tentam colocar na cabeça dos menos avisados que a pessoa já nasce homossexual e que ninguém faz outro virá gay. Tudo isso é mentira. O homem é fruto do meio em que vive e se ele vive recebendo diariamente através de propagandas, novelas, filmes, programas governamentais como “O Brasil sem Homofobia” do grande defensor dos pervertidos sexuais, Lula, o filho do Brasil, isso faz com que as pessoas se sintam mais à vontade e incentivada a mudar sua opção sexual. O próprio PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) do MEC afirma isso. E não é a toa que o número de gays aumenta a cada ano. As novas gerações terão um comportamento totalmente pervertido sexualmente, as práticas de pedofilia aumentaram a ponto de as leis mudarem e permitirem o sexo entre homens e meninos, mulheres e meninas com se fossem práticas normais. A igreja de Cristo será excessivamente atacada e rotulada de criminosa, preconceituosa, e incentivadora ao ódio muito mais abertamente do que é hoje. O governo está contra os cristãos, as faculdades combatem o cristianismo e pregam o socialismo marxista e ateísta. Hoje, 22 de fevereiro, em um programa televisivo na rede Brasil, o doutor Elsimar Coutinho atacou a religião (os cristãos), chamando de preconceituosos, retrógados e incentivadores ao ódio contra os gays.

Costumeiramente, a imprensa brasileira esconde a opção sexual dos criminosos pedófilos quando são os gays que estupram e matam suas vitimas inocentes, (http://juliosevero.blogspot.com/2010/02/professor-homossexual-e-preso-acusado.html )mas quando algum gay é atacado pela vida e lugares perigosos onde eles andam, logo são colocados como exemplo de perseguição contra eles. Não somos a favor de qualquer tipo de violência contra quem quer que seja, somos pregadores da paz, porém, basta cumprir a nossa missão de pregar contra as práticas pecaminosas do mundo sem Deus, logo somos chamados de fundamentalista religiosos. Basta dizer que o adultério, o divórcio, o homossexualismo e o aborto são contra as leis de Deus, logo os defensores do mal dizem, que o país é laico. O país pode até ser laico mas, 99% das pessoas acreditam em Deus. (Revista Veja, edição 1 731, 19 de dezembro de 2001). E eu quero que respeitem no que eu acredito.

São 50.000 o número de professores preparados pelo governo federal para a doutrinação homossexual nas salas de aulas infantis em todo o Brasil (http://gazetaweb.globo.com/gazeta/Materia.php?c=82176&e=1236), (http://www.pt.org.br/site/artigos/artigos_int.asp?cod=693 ). Enquanto nos hospitais faltam médicos, medicamentos, combustíveis nas ambulâncias, leitos, e sobra um péssimo atendimento, sobra também dinheiro para distribuição de camisinhas nas escolas e nos carnavais, milhões de reais para as paradas da vergonha gay, investimentos exaustivos para a divulgação e doutrinação da maior rebelião sexual das pessoas, homossexualismo.

Precisamos nos colocar diante de Deus em oração pedindo que as pragas, que certamente já estão decretadas para o nosso país, sejam alvos das misericórdias do Senhor, para o bem da população. Deus não tem prazer na morte do ímpio, mas de Deus não se zomba, pois tudo que o homem plantar isso também colherá.

Os crimes continuarão aumentando exponencialmente, a violência será alarmante nos grandes e pequenos centros. Práticas nunca vistas por nós brasileiros abalarão os alicerces da nossa sociedade. A infelicidade serás uma constante em nossa sociedade. Salmo 33:12 diz: Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor...

Infelizmente o deus deste Brasil tem sido o sexo, o prazer carnal e pecaminoso, o governo que quer se impor no lugar de Deus, a feitiçaria, o espiritismo e todas as práticas contrarias aos princípios cristãos. No coração de muitos brasileiros, Deus está em último plano.

Brasil arrependa-se enquanto há tempo. Pastores saiam das quatro paredes dos templos e anunciemos o Evangelho onde estão as pessoas carentes de Deus.

Nenhum comentário: