Seguidores

12 de nov de 2009

Brasil, o governo do caos (Parte I)

Brasil, o governo do caos (Parte I)

Parece até conversa de pessimista, porém é de um brasileiro expressando a sua opinião. O que é que vai bem no Brasil?
Jorge Nilson

Diante de tantas reportagens, leis, movimentos populares e toda essa violência, somando a isso a corrupção no congresso nacional e a máquina deficiente do estado. Pergunta-se: existe alguma coisa indo bem nesse país? Seja o governo do PT ou PSDB, as coisas boas lentamente vão acontecendo. Enquanto as coisas ruins vão a passos largos. Vejamos:
1. Congresso Nacional. O Congresso Nacional é bicameral, sendo composto por duas casas: o Senado Federal e a Câmara dos Deputados. Constituídos por (594 membros, 81 senadores e 513 deputados) homens e mulheres que foram eleitos pelos votos da população com o objetivo de realizar a vontade popular. Vontade popular, diga-se, da maioria da população. Não, precisamente este congresso não vai bem. Além de receberem os seus salários dos nossos impostos, muitos destes parlamentares roubam, favorecem, se corrompem, se enriquecem as custas do dinheiro público, aumentam seus próprios salários, somando a isso, não fazem jus à causa que eles foram eleitos. Manipulam dados eleitorais, manipulam enquetes nos sites dos seus respectivos domínios, votam na surdina como se deu na votação na Câmara Federal aprovando o PLC 122, contrariando a vontade da população. Discursam bonito e fazem feio. Mesmo sabendo que a maioria da população é contra a prática homossexualismo (http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/02/07/pesquisa-mostra-que-99-dos-brasileiros-tem-preconceito-contra-homossexuais-754312558.asp), assim mesmo a Câmara dos Deputados aprovou o PLC 122. ELES ESTÃO PRATICANDO UM ESTELIONATO ELEITORAL, não cumprindo a vontade da população.

2. Saúde. Mortes nas filas dos hospitais. Partos nos corredores. Faltam luvas, medicamentos, seringas, leitos, UTIs, bons salários para os profissionais na área da saúde, ambulâncias, etc., acrescentando a tudo isso em relação a saúde, o despreparo de muitos profissionais. O Ministro da Saúde prefere gastar R$1.8 milhões comprando lubrificante para os pervertidos sexuais (os gays) se relacionarem nas suas intimidades pervertidas, enquanto faltam médicos e medicamentos para a população carente. O SUS vai patrocinar a transgenitalização dos homens que vergonhosamente, optaram em abandonar o uso natural dos órgãos sexuais, para se relacionarem com seus intestinos, (leia-se, reto ou ânus). Milhões são gastos anualmente no tratamento da AIDS e das doenças sexualmente transmissíveis, enquanto o governo promove o homossexualismo e a prostituição, distribuindo preservativos nas escolas.

3. Drogas. Quantas mortes violentas. Quantas famílias destruídas. Quantos milhões de reais sãos gastos pelas famílias e também pelo governo para combater as drogas, e enquanto isto, o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc promove o uso da maconha ( http://www.atarde.com.br/brasil/noticia.jsf?id=1227679). As favelas são atacadas constantemente pela polícia a procura dos traficantes. Mas será que só tem traficantes nas favelas e morros? E nos bairros nobres. E nas Universidades Públicas. E nas Faculdades? E em alguns atores globais? E nos palcos dos shows da MPB, dos pagodeiros, dos funks e dos carnavais? Não, lá eles não vão, pois o ambiente é de famosos e não de favelados.

4. Educação. Como professor, escritor e graduando em Letras, pude em minhas pesquisas presenciais e em documentos, ver o caos que é a educação brasileira. Alunos do ensino médio, não sabem as contas simples de adição ou soma, subtração, divisão e multiplicação. Professores pessimamente remunerados, despreparados e obrigados a cumprir o currículo oficial, independente de suas condições financeiras, familiares ou emotivas. Sofrem ameaças, são desprotegidos, emocionalmente abalados, e muitos deles se afastam com depressão. Falta dinheiro no governo para melhorar essa situação? Não. Onde estão os computadores nas salas de aulas? E os prédios escolares caindo sobre a nossa cabeça? Enquanto isso o governo já preparou 50 mil professores para ensinar as crianças a pratica do homossexualismo e do aborto. Distribui camisinhas aos milhares de estudantes de 10 a 18 anos de idade nas escolas públicas ( http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/02/07/pesquisa-mostra-que-99-dos-brasileiros-tem-preconceito-contra-homossexuais-754312558.asp). Editam livros ensinando que homem que coloca o pênis no ânus de outro homem é normal, e menina que fazem sexo com outra menina também é normal (http://blogdehoje.wordpress.com/2007/12/07/o-plano-das-seis-etapas-para-a-mudanca-do-comportamento/) Estão preparando uma geração de pervertidos. Como serão estas crianças quando crescerem? Se crescerem.
Nas Universidades predominam a doutrinação marxista. O estado brasileiro, através do MEC, obriga as escolas a ensinarem a religião afro-brasileira mesmo sendo o estado laico. Parece que só a religião afro-brasileira tem cultura, a religião judaico-cristã, para o governo não precisa de ensino e apoio oficial.

Nenhum comentário: