Seguidores

29 de ago de 2008

McCain seleciona governadora Sarah Palin...


McCain seleciona governadora fortemente pró-vida, mãe de cinco filhos, Sarah Palin, para concorrer como candidata a vice-presidente dos EUA

“Sarah Palin completa a chapa”, diz Marjorie Dannenfelser, presidente da Lista Susan B. Anthony. “Não poderia haver melhor escolha para vice-presidente”.
John Jalsevac
WASHINGTON, D.C., 29 de agosto de 2008 (LifeSiteNews.com) — Numa virada inesperada que deixou os conservadores sociais exultantes, um elevado representante da campanha presidencial de McCain confirmou que McCain logo anunciará sua escolha da governadora do Alaska, Sarah Palin, para concorrer na chapa de vice.
A governadora Palin, a primeira mulher eleita como governadora do Alaska, é famosa por sua postura forte e pública em questões de vida e família. Palin, que é cristã, é antiga membra de Feministas pela Vida e mãe de cinco filhos.
A escolha da extremamente popular governadora de 44 anos e ex-rainha da beleza para vice veio como uma surpresa para a maioria das pessoas, já que a atenção em recentes dias estava na maior parte concentrada em possibilidades mais proeminentes como Mitt Romney, o governador de Minnesota Tim Pawlenty e o Senador Joseph Lieberman.
Marjorie Dannenfelser, presidente da Lista Susan B. Anthony, um comitê de ação política que ajuda mulheres pró-vida a ganharem eleições para o Congresso, acolheu com entusiasmo a escolha de McCain. “Sarah Palin completa a chapa”, disse ela. “Não poderia haver melhor escolha para vice-presidente”.
“As eleitoras estão eletrificadas, e Sarah é alguém que está verdadeiramente em harmonia com o real modo como as americanas pensam. Ela é uma mulher de mentalidade reformista que dará a todos os americanos, nascidos e em gestação, a autêntica liderança que eles merecem… Ao escolher a ousadamente pró-vida Sarah Palin como vice, John McCain assumiu sua postura como uma chapa verdadeira e autenticamente pró-vida”.
Palin provou suas credenciais pró-vida de um modo muito forte no começo deste ano quando deu a luz seu quinto filho, nascido com a síndrome de Down, apesar de receber pressões dos médicos para abortar. Numa época em que a vasta maioria dos bebês com síndrome de Down são abortados, Palin de forma veemente defendeu sua escolha de trazer ao mundo seu filho Trig.
“Trig é bela e nós já a adoramos”, disse Palin no dia seguinte ao nascimento de sua filha. “Sabíamos por meio de testes iniciais que ela enfrentaria desafios especiais, e nos sentimos privilegiados que Deus colocaria debaixo da nossa responsabilidade este presente e nos permitiria experimentar alegrias inexprimíveis quando ele entrou em nossas vidas. Temos fé que todo bebê é criado para um bom propósito e tem o potencial de tornar este mundo um lugar melhor. Fomos verdadeiramente abençoados”.
Em novembro de 2007, LifeSiteNews noticiou que Palin havia desaprovado uma decisão do Supremo Tribunal Federal que permitia que meninas menores de idade obtivessem abortos sem o consentimento dos pais. Palin chamou a decisão de “escandalosa” e instruiu o promotor geral Talis Colberg a entrar com uma ação pedindo nova audiência.
Palin se opõe ao “casamento” homossexual, embora ela tenha dito no passado que tem amigos homossexuais e entende as preocupações deles acerca da discriminação. Contudo, ela também disse que apoiaria um referendo para impedir beneficiamentos aos homossexuais. “Creio que o que é importante é honrar a estrutura da família”, disse ela em 2006.
Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com
Fonte: LifeSiteNews

Nenhum comentário: