Seguidores

9 de abr de 2010

Denominação esquerdista ajuda revolução islâmica

Denominação esquerdista ajuda revolução islâmica

Julio Severo

Por 130 anos, a cidade de Binghamton, no Estado de Nova Iorque, era sede da Igreja Episcopal do Bom Pastor, Mas recentemente, a denominação episcopal vendeu o lindo templo para o Centro de Consciência Islâmica.

Ao vender o templo para os muçulmanos, a denominação episcopal matou dois coelhos numa cajadada só. Primeiro, eles estão promovendo diversidade e ecumenismo. Segundo, eles conseguiram atrapalhar a congregação que havia se tornado “conservadora” demais.

Enquanto a denominação episcopal está ordenando homossexuais e lésbicas como pastores e bispos, a congregação da Igreja Episcopal do Bom Pastor decidiu que era hora de deixar a denominação. E a denominação decidiu que era hora de lhes tomar o templo e a propriedade.

O Rev. Matt Kennedy, da Igreja Episcopal do Bom Pastor, conta que sua congregação cresceu com estudos bíblicos semanais lotados de pessoas e muitos jovens estavam procurando a igreja. Mas isso não comoveu os líderes denominacionais, que no fim, com uma ação judicial agressiva, tomaram toda a propriedade.

A congregação, órfã de seu lindo e antigo templo, recebeu apoio e encorajamento de presbiterianos, batistas, metodistas, católicos, ortodoxos e pentecostais. Uma igreja batista ofereceu seu espaço para a congregação adorar a Deus. Então, graças a uma oferta generosa do monsenhor católico, o templo católico, que estava vazio, se tornou o lugar de adoração da Igreja Anglicana do Bom Pastor.

O antigo templo da Igreja do Bom Pastor é agora uma organização dawah, com representantes prontos para promover encontros em escolas, associações de pais e outras organizações comunitárias para apresentar o islamismo e os muçulmanos. O Centro de Consciência Islâmica declara que “explicará a mensagem de paz do islamismo, dará de graça exemplares do Corão e dará respostas às perguntas dos interessados. Oferecerá também programas apropriados para crianças usando marionetes”.

Em outra cidade próxima está “Islamberg”, uma instituição islâmica de treinamento militar. Islamberg é também a sede do grupo Muçulmanos da América, uma organização ligada ao grupo terrorista paquistanês Jamaat ul Fuqra. Ali, homens e mulheres estão sendo treinados em técnicas de guerrilha, combate corpo a corpo e o uso de rifles automáticos.

Sabe-se que depois do dawah, termo usado para designar o trabalho missionário islâmico de convidar pessoas a entrar no islamismo, tradicionalmente vem a jihad, isto é, a guerra santa.

A denominação episcopal — que faz parte da Comunhão Anglicana — preferiu ajudar os islâmicos em sua dawah, desalojando evangélicos que pregam o Evangelho, estudam a Bíblia e ajudam os pobres. Lamentavelmente, a denominação episcopal talvez nem saiba o que é dawah, por estarem ocupados demais ordenando homossexuais e lésbicas.

Na Inglaterra, Alemanha e outros países europeus, é muito comum os islâmicos comprarem antigos templos evangélicos e católicos. Agora, a revolução islâmica aos poucos conquista os mesmos espaços nos Estados Unidos, avançando sorrateiramente enquanto as igrejas liberais e esquerdistas estão entregando a alma no altar do homossexualismo.

Escrito totalmente a partir de matéria da revista FrontPage.
Divulgação: pensamentosnaweb

Nenhum comentário: