Seguidores

13 de dez de 2013

Conheça os países onde os ateus são presos e até condenados à morte


Conheça os países onde os ateus são presos e até condenados à morte

Isso ocorre não apenas em nações dominadas pelo Islã, mas em países secularizados como Dinamarca, Islândia e Alemanha

Uma pesquisa realizada pela Iheu (Internation Humanist and Ethical Union) listou os países onde ser ateísta pode gerar punições severas. O estudo teve apoio da ONU e foi desenvolvido por dois homens que sentiram na pele o que é não ter fé em um país onde o Estado e a religião andam juntos.
Kacem El Ghazzali, é um dos coordenadores do estudo, ele é presidente da Associação de Ex-Muçulmanos na Suíça. Seu colega de pesquisa é Alber Saber, um ateísta criado com cristãos coptas idealizador do filme “A Inocência dos Muçulmanos”.
De acordo com os dados da pesquisa os países onde quem não tem fé pode parar na cadeia são: Afeganistão, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Irã, Malásia, Maldivas, Mauritânia, Nigéria, Paquistão, Qatar, Somália e Sudão.
Com maioria muçulmana, esses países possuem lei anti-blasfêmia, isto é, são punidos todos aqueles que abandonam a fé podendo ser condenado à morte.
Mas engana-se quem pensa que nos países secularizados não há punição para descrentes. Ghazzali e Saber apontam para algo nunca pensado: Islândia, Dinamarca, Nova Zelândia, Polônia, Alemanha e Grécia também punem quem blasfema contra alguma religião, podendo levar a pessoa a cumprir três anos de detenção.
“Leis contra ‘insultar’ a religião, em países relativamente seguros e seculares, não são apenas análogas às leis de blasfêmia mais cruéis em qualquer lugar no mundo. Elas ajudam também a sustentar a norma global na qual o pensamento é policiado e punido”, dizem os autores do estudo.
Em entrevista ao blog Religiosamente, da Folha de São Paulo, o presidente da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, Daniel Sottomaior, diz que mesmo sem leis severas, o Brasil também pune os ateístas.
Ele conta que quem não acredita em Deus enfrenta preconceito da sociedade, desde a professora da escola, na hora da entrevista de trabalho, até mesmo na hora de eleger um candidato.
“O político pode até ser mau caráter, mas sabe que se declarar ateu é sentença de morte”, diz Sottomaior.
Fonte: Gospelprime
Divulgação: www.jorgenilson.com.

Nenhum comentário: