Seguidores

9 de jun de 2008

ARNALDO JABOR, A PESQUISA COM CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS E O VERDADEIRO DEUS

ALATIR GERMANO

ARNALDO JABOR, A PESQUISA COM CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS E O VERDADEIRO DEUS

"Amigos ouvintes, hoje é o primeiro dia de uma nova época. Saímos ontem da Idade Média ..."Com esta frase, Arnaldo Jabor iniciou o seu comentário sobre as pesquisas com células-tronco embrionária, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal, no dia 29/06 do corrente ano.Seu discurso foi marcado pelo entusiasmo comum a um cético intelectual, que usa "Deus" conforme as suas conveniências. Observemos algumas de suas colocações:"Ouve uma vitória da inteligência que nos coloca mais perto do mundo moderno".Pergunto eu, em que a modernidade melhorou o mundo do ponto de vista ético, moral e espiritual? O que ganhamos com o advento da sociedade pós-cristã, marcada pelo relativismo generalizado, hedonismo, ceticismo, materialismo, consumismo, cientificismos etc. Qualquer pessoa verdadeiramente inteligente e sábia (1 Co 1.25-29), concordará que os homens e o mundo vão de mal a pior (Mt 24.4-12; 2 Tm 3.1-5). As famílias estão destruídas, os valores invertidos, os referenciais perdidos. Prevalece a opressão dos poderosos capitalistas, a injustiça social, a destruição do planeta, a corrupção política generalizada, dentre outras mazelas. Não é a proximidade do mundo moderno que melhora a vida em todos os seus aspectos, é a proximidade com Deus (Sl 73.28). Não desprezamos o desenvolvimento tecnológico, o avanço científico, as novas teorias em todas as áreas do conhecimento. Estas coisas não são ruins em si mesmas. O que fazemos com elas, é a grande questão."Os homens que pensam estar do lado de Deus e da vida, impedindo o progresso da ciência em coisa tão obviamente boa e importante, não estão do lado da vida não, eles pensam que estão do lado da vida e de Deus, mas não estão não."Arnaldo Jabor, com a sua inteligência, passou a definir o que é obviamente bom e o que não é. Tornou-se também juíz, declarando quem está e quem não está ao lado de Deus.Se a questão da pesquisa com células-tronco embrionárias é tão óbvia e importante, por qual razão seis ministros votaram a favor das pesquisas, enquanto cinco sugeriram mudanças na lei? O artigo da Folha Online afirma: "o método de sua obtenção é polêmico, já que a maioria das técnicas implementadas nessa área exige a destruição do embrião." (Folha Online, 04/03/2008)Qual o referencial, sobre quais bases e fundamentos Jabor define quem está ao lado de Deus ou não? Com certeza não é a Bíblia. Seus referenciais, devem ser a limitada e sempre falha razão e inteligência meramente humana e natural. Seus pressupostos já são velhos conhecidos nos debates e círculos acadêmicos, onde o tema "ciência e religião" são tratados.Lamento que Jabor, tão repentinamente, tenha passado de crítico para massificador."O verdadeiro Deus está na ciência, na luta pela felicidade e pela saúde, esse é Deus..."Nosso ilustre comentarista vai mais além. Resolve apresentar o "seu" verdadeiro Deus, dentre tantos outros já apresentados pelos sábios segundo o mundo. Para ele, o verdadeiro Deus é um discípulo de Maquiavel, alguém que para alcançar os seus nobres fins, se utiliza de todos os meios possíveis e disponíveis, desprezando a ética e o respeito à vida.Quando as esperanças de alguém estão circunscritas à esta vida, é comum adotar tais posicionamentos. O desespero, a desesperança e o descrédito na Bíblia, faz o homem viajar, delirar, perder-se em seus próprios pensamentos. Dessa forma ele cria rotas alternativas para lidar com os dilemas temporais e eternos."Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta. Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido Filipe? quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?" (João 14.8-9)Oremos por Jabor, para que ele venha a conhecer o verdadeiro Deus.
ALTAIR GERMANO

Nenhum comentário: