Seguidores

19 de nov de 2010

Preconceito e intolerância religiosa

Preconceito e intolerância religiosa

Jorge Nilson

Mataram um evangélico, (veja este link: http://jorgenilson.blogspot.com/2010/11/intolerancia-evangelico-e-assassinado.html) . Quem foi o assassino? um praticante de culto afro. Isso repercutiu pouco na imprensa. Algumas notas foram dadas por alguns jornais. A população não foi massacrada com esta reportagem de intolerância religiosa e assassinato. Bastou alguns adolescente agredirem com lâmpadas, gays que tentaram dá uma cantada em neles, (É claro que não concordamos com esse ataque contra os gays) pronto, houve passeata de protesto, a imprensa fez um grande estardalhaço. A Globo, como sempre saiu em defesa das vítimas. Várias reportagens foram ao ar. Quanto a família do evangélico morto e o outro ferido, ninguém procurou para entrevista. Depois dizem que são os crentes que tem preconceito. Cadê a Record, que diz ser da IURD, não foi entrevistar os cristãos agredidos?

Vivemos em um país onde ser cristão se tornará logo em crime, e ser homossexual será colocado como anjos do bem. O mundo ama o que seu. Jesus disse que seriamos odiado por todas gentes por causa do seu Nome. O mundo jaz no maligno.

Onde estão os deputados e senadores que se dizem cristãos que não falaram sobre esse assassinato? Os deputados gayzistas falaram sobre o ataque contra os gays.
Fazer estardalhaço por algumas agressões e se calar por assassinato, isso é hipocrisia. Algum programa de auditório levará as famílias dos evangélico agredido para fazer algum debate e pressionar a sociedade? É claro que não, mas podem aguardar que os defensores da imoralidade sexual dos praticantes da sodomia, logo se encarregarão de fazer isso. Só Deus é pelo seu povo.

Nenhum comentário: