Seguidores

27 de fev de 2014

VERGONHA para o partido de Marco Feliciano. Quem diria!

VERGONHA para o partido de Marco Feliciano. PSC, quem diria!




Após presidir a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, no decorrer do ano de 2013, o deputado Marco Feliciano sofre um revés, oriundo de seu próprio partido, o PSC.
Feliciano não conseguiu ser indicado pelo seu partido para ser membro titular da Comissão que este ano volta para as mãos do PT. Todavia, para não ficar longe dos debates travados naquela Comissão, Marco Feliciano conseguiu uma vaga de suplente em um outro partido, o que lhe permitirá, ao menos, participar das sessões.
COMENTÁRIO:
O PSC era um partido relativamente desconhecido por grande parte dos eleitores brasileiros, até 2013.
Graças a atuação firme de Marco Feliciano à frente da CDH, o PSC passou a gozar de certo prestígio por parte da sociedade brasileira, daquela parcela que defende os valorais morais, cristãos, éticos e familiares. Mas também gerou fúria em um pequeno número de extremistas opositores dos ideais pró-família.
O jornal Folha de S. Paulo noticiou, no dia 31 de março de 2013, quando Feliciano estava no auge dos ataques, que desde o início da polêmica, o número de filiações ao PSC aumentou consideravelmente.
Todavia, os dias de glórias do partido ficaram para trás, com a saída de Feliciano da CDH, e o partido volta a cair em suas próprias descabidas ações, voltando a mostrar que não é o que muitos eleitores incoentes úteis pensam.
A atitude desta semana de impedir que o deputado Marco Feliciano assumisse uma vaga de titular na CDH, representa um tapa na cara de quem confiou na seriedade do Partido.
Ao travar Marco Feliciano, o PSC joga na lata do lixo todo o trabalho feito pelo parlamentar durante sua gestão na Comissão.
E vai para o lixo mesmo, pois de acordo com a deputada Erika Kokay (PT), que poderá voltar a integrar a Comissão este ano, será feito tudo ao contrário do que fez Feliciano.
Teria então o PSC feito algum acordo com o PT para impedir Feliciano na Comissão, a fim de não permitir que o parlamentar acompanhasse de perto os atos daquela Comissão, e viesse a denunciar algumas ações?
E agora?
O PSC é um partido confiável e cristão?
Bem, se analisarmos esta presente ocorrência, como também outras,  veremos algumas coisa interessantes.
Em 2012 o PSC fez aliança com os comunistas de Porto Alegre, nas eleições para prefeito, lançando para vice prefeito um político do PSC, na chapa da deputada comunista Manuela D’Ávila (PCdoB) que concorreu à Prefeita.
Na foto abaixo tem-se o vice-presidente  do PSC nacional, Everaldo Dias, pai do deputado federal Filipe Pereira (RJ), reunido com os comunistas em Porto Alegre.
A deputada Manuela D’Ávila (PCdoB), com  quem o Partido Social Cristão se aliou, é uma das grandes batalhadoras da ideologia LGBTs, ao lado de Jean Wyllys e que o PSC diz combater.
O eleitor cristão precisa ficar atento!
Somos Cristãos, e não Covardes.
“E viva o P S C“!
Fonte:http://holofote.net
Divulgação:www.jorgenilson.com

Nenhum comentário: