Seguidores

2 de mar de 2010

Jornal carioca apela e faz sensacionalismo com entrevista do cantor

Jornal carioca apela e faz sensacionalismo com entrevista do cantor




O jornal carioca ‘Meia Hora’, que pertence ao mesmo grupo do jornal ‘O Dia’, é conhecido por manchetes e tiradas em tom sensaiconalista que chamam a atenção do público para vender exemplares nas bancas. Na edição desta terça-feira, 2, o alvo foi o cantor Regis Danese, sob a manchete: ‘Régis Danese garante que sua música já fez bebê ressuscitar’. Confira na íntegra a reportagem:



Regis Danese garante que sua música já fez bebê ressuscitar



É possível uma música salvar vidas? Para Régis Danese, sim. Famoso pelo hit gospel Faz Um Milagre em Mim, o cantor disse que sua canção de maior sucesso foi capaz até mesmo de ressuscitar um bebê que havia sido dado como morto ainda no período de gestação.



“Deus tem usado essa letra como instrumento para curar câncer, paralíticos e até ressuscitou uma menina que estava morta na barriga de sua mãe”, disse ele em entrevista para o jornal Música em Foco. De acordo com o cantor gospel, ao ouvir o CD do artista, a mãe da criança começou a louvar a Deus entoando o refrão “Entra na minha casa / Entra na minha vida / Mexe com minha estrutura / Sara todas as feridas...”, e o bebê, que já havia sido dado como morto, voltou a se mexer dentro do útero da mãe.



“Deus falou que iria usar a minha vida para quebrar barreiras... E tem usado minha música como instrumento. Hoje, essa criança da Igreja Assembleia de Deus, no Bom Retiro, em São Paulo, já está completando um ano. Também tem uma criança de 11 anos que tinha um câncer de medula e não andava. Depois que orei por ela enquanto ministrava em Limeira, ela andou para a Glória do Senhor!”, relatou Danese.



O cantor e compositor, que se consideram um radical por hoje ouvir apenas música gospel, já viu seu sucesso Faz Um Milagre em Mim romper as barreiras do mundo religioso. A canção foi gravada em ritmo de pagode pelo Pique Novo e como funk por MC Marcinho.


CREIO
Fonte: VINACC
Divulgação: pensamentosnaweb

Nenhum comentário: