Seguidores

21 de jun de 2014

O significado da Adoração


 O significado da adoração


"Tu és o meu Senhor, outro bem, não posso senão a Ti somente". (Salmo 16:2)
Adoração deve exprimir a riqueza que Deus representa para o adorador.
 - Nossa visão de Deus afeta nossas atitudes de adoração.
J. B. Phillips, no seu livro "Seu Deus é Pequeno Demais", Ed. Mundo Cristo, SP, pg. 9 a 50, nos dá uma visão desta realidade, onde ele denuncia os conceitos inadequados que muitos têm sobre Deus, que impedem uma visão correta do Deus verdadeiro.
Exemplos:
  • O policial Onipresente - transforma sua própria consciência em Deus.
  • Tal pai, Tal Deus - uma transferência da imagem paterna.
  • O idoso antiquado - Deus como um velho "Papai Noel".
  • O manso e suave - Deus, bonzinho e que não repreende.
  • O Deus dos 100% - quer de nós perfeição absoluta.
  • O Deus do escapismo - busca a Deus somente na hora dos problemas.
  • O Deus capturado - Igrejas que "capturam" Deus para suas 4 paredes, achando que são objetos exclusivos do Seu amor.
  • O Deus Diretor-Presidente - aquele que é grande demais para se importar com...
  • O Deus "de segunda-mão" - conhecemos a Ele pelo que os outros nos dizem.
  • O Deus "da desilusão" - o culpado por uma oração não respondida, da tragédia imerecida, deus que é "desmancha-prazeres".
  • O Deus "Negativo" - pessoas que têm um "masoquismo espiritual", achando que Deus não lhe permitirá serem expansivos, alegres e bem sucedidos.
  • Imagem Projetada - enxergam a Deus através da imagem que têm de si próprios.
  • O Deus "da barganha" - só obedecem a Ele em troca de benefícios.
Quando temos uma visão deturpada sobre Deus, nossa adoração será distorcida. Precisamos conhecer Sua natureza e caráter, para adorá-lo de maneira mais significativa.
DICK EASTMAN, no seu livro "Digno de Louvor", Ed. Betânia, apresenta-nos alguns atributos de Deus, com sugestões práticas para um louvor semanal, onde a cada dia é ressaltado um atributo divino. Exemplo:
  • 1ª Semana: Deus Pai, Tu és AMOR.
    És ETERNO e SINGULAR.
    Tu estás PRESENTE.
    És IMACULADO, GLORIOSO e GRANDIOSO.
  • 2ª Semana: Deus Pai, Tu és SANTO.
    És EXCELSO e FORTE.
    És DIGNO DE CONFIANÇA.
    Possuis SUFICIÊNCIA.
    És INCOMENSURÁVEL e SÁBIO.
  • 3ª Semana: Deus, Tu és MAJESTOSO.
    És CRIADOR, POTENTE e CONSTANTE.
    Tu estás AO NOSSO ALCANCE.
    És GENEROSO e CAPAZ!
  • 4ª Semana: Deus Pai, Tu és JUSTO.
    És INVENCÍVEL, BELO e BONDOSO.
    Tu RESPONDES quando clamamos.
    És IMUTÁVEL e PERDOADOR.
  • 5ª Semana: Deus Pai, Tu és FIEL e RETO.
    És RADIOSO e PODEROSO.
    És SAÚDE, SEGURANÇA e PAZ.
  • 6ª Semana: Deus Pai, Tu és MISERICORDIOSO.
    És ALEGRIA, és INFINITO e ESTÁVEL.
    És MARAVILHOSO, ACESSÍVEL e SOBERANO.
  • 7ª Semana: Deus Pai, Tu és VERDADEIRO e PACIENTE.
    És CONHECEDOR de todas as cousas.
    És COMPLETO, VITORIOSO e BOM.
    Tu és CHEIO DE GRAÇA.
3.2 - Adoração é Meditação e Celebração.
A meditação nos prepara para gozarmos da comunhão com Deus. É o tempo que usamos a imaginação para trazer à mente tudo o que Deus já fez e fará por nós.
A meditação produz a expectativa que alimenta a esperança do adorador, que resulta num culto alegre e de celebração. Consequentemente, nossos cultos na igreja devem ser elaborados visando também expectativas dos ouvintes: participação e entusiasmo.
3.3 - Adorar é render-se (do grego: "proskuneo").
Reconhecer a nossa inferioridade e a superioridade de Deus, colocando-nos à Sua inteira disposição. A idéia básica é a de submissão. O gesto de curvar-se diante de uma pessoa e ir até o ponto de beijar os seus pés.
Ex.: a intenção de Satanás na tentação de Jesus (Mt 4:9, Lc 4:7-8). Jesus responde: "Ao Senhor Teu Deus adorarás (proskunesis) e só a Ele darás culto (Mt 4:10).
3.4 - Adorar é servir (do grego "latreia")
Este termo é usado por Paulo em Rm 12:1, para descrever o corpo entregue a Deus como sacrifício vivo, santo e agradável. Ofertar a Ele toda a nossa potencialidade, capacidade, inteligência, energia, experiência e dedicação. Servir, como reconhecimento da transformação que Ele operou em minha vida. Ele merece o melhor do meu serviço, como forma de gratidão.
3.5 - Adorar é reverenciar (gr. "sebein") a Deus, com temor (gr. "phobos")
O verdadeiro adorador, tem uma reverente preocupação de fazer o que agrada a Deus, e fugir do que agrada ao diabo. João relata : "Sabemos que Deus não atende a pecadores, mas pelo contrário se alguém teme a Deus (gr. "theosebes", que tem a mesma raiz de "sebein") e pratica sua vontade, a este atende" (Jo. 9:31).
Temos de reconhecer não apenas a Sua bondade, como também Sua severidade (Rm 11:2 - considerai a bondade e a severidade de Deus). Reconhecer Sua justiça (Hb 10:31) - terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo). A santidade de Deus nos estimula a obedecê-lo (1 Pe. 1:16 - sede santos, porque Eu Sou santo).
3.6 - Adorar é realizar serviço sacerdotal (do grego: "leitourgeo").
O serviço dos sacerdotes no templo foi superado com o sacrifício de Cristo, o Sumo-Sacerdote, na cruz (Hb 7:26-28).
Paulo oferecia seu serviço pastoral às igrejas, como uma oferta aceitável a Deus (Rm 15:16).
A obtenção de fundos para os carentes da igreja de Jerusalém chama-se "leitourgia" (2 Co 9:12) .
Os cristãos, quando servem aos irmãos, motivados pelo amor a Deus, exercem a "leitourgia" (At 13:2). Quem serve a Deus serve a igreja e vice-versa.

Fonte: O significado da Adoração
Divulgação: www.jorgenilson.com

Nenhum comentário: