Seguidores

29 de ago de 2013

RAÇA DE VÍBORAS

RAÇA DE VÍBORAS

Jorge Nilson

Raça de Víboras - João Batista dizia aos líderes religiosos judeus da sua época. Por que ele utilizou a serpente para comparar esses líderes? Pela primeira vez na história, alguém chamou a classe mais nobre de Israel de raça de víboras: belos por fora mas, venenosos por dentro Mt. 3:7. Eles não se importavam, com o sofrimento dos mais pobres, não se importavam com as lágrimas dos necessitados. Eles eram famosos por serem moralistas, mais por dentro, eram como sepulcro caiados e serpentes venenosas. João Batista criticava os erros, as injustiças, a manipulação dos pequenos pelos grandes, a hipocrisia religiosa.
 Por várias razões o Batista dizia isso. O problema não eram as vestes, pois as mesmas eram orientação divina na época de Moisés. O problema eram os líderes religiosos e políticos. Eram belos por fora. Vejam as vestes destes líderes religiosos:


Os lugares que frequentavam: O Templo em Jerusalém. 
  

Festas judaicas regada a muito luxo, comida, móveis e utensílios de rara beleza. 

   
Alimentos que os pobres não possuíam

   

Móveis e Utensílios das festas e casas dos ricos - Lá estavam eles, os sacerdotes, escribas  e fariseus hipócritas.

     

   

Eram belos por fora, assim como são as serpentes:
   

Mas, por dentro havia veneno de serpentes:

   

Se João Batista existisse hoje, os nossos líderes religiosos fariam do mesmo jeito que os da sua época. 
Vemos muita pompa, luxo, ouro, prata, belos prédios, títulos, aplausos e honrarias, justamente aos manipuladores e matadores de sonhos. Ninguém podia se destacar que os líderes religiosos da época tratavam logo de derrubá-lo. Assim acontece hoje. Falam de amor e praticam o ódio. Pregam perdão, e são vingadores. Pregam humildade e são exaltados. Dizem estar na direção de Deus e são manipuladores do povo incauto. João afrontou o império romano que era intocável e o sistema religioso judaico que era impermeável. O homem do deserto, não temia nem a morte. Suas palavras abriam as mentes das pessoas e ameaçavam o império religioso e político da sua época. 

Fonte das imagens: Google imagens

Divulgação: www.jorgenilson.com




Nenhum comentário: