Seguidores

16 de ago de 2007

Mudança de sexo: Mais que um absurdo, Uma afronta

Enquanto pessoas morrem nos hospitais público aguardando por uma cirurgia, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, autoriza o SUS, a realização da transgenitalização, mudança de sexo, seja inclusa na lista de procedimentos cobertos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É lamentável que o Ministério Público Federal tenha feito esse recurso para que o dinheiro dos contribuintes seja empregado numa pratica tão anormal. Fico procurando entender, como homens que se dizem sábios, procedem de maneira tão eloquente para atender os desejos de um grupo de pessoas que simplesmente, não se aceitam como nasceram, rejeitam a natureza que Deus lhe deu e ainda querem impor aos demais essa aceitação absurda e, conforme a Bíblia, pervertida. Sodoma e Gomorra perdem de longe para uma sociedade tão pecadora como a nossa.
Se Deus não julgar nossa geração por essas e outras praticas tão ímpia e sensual que vivemos, terá que pedir perdão a Sodoma e Gomorra. Todos que se ousarem expressar sua opinião, a favor dos ensinos cristãos, será tachado de preconceituoso e homofóbico. Podem falar mal de Deus, do governo, da família. Mas se opinarem contra o homossexualismo, será considerado fundamentalista religioso, e ainda será atacado com toda sorte de ofensas para atingir a sua dignidade. O martelo está se rendendo ao prego. Seremos odiados por defender a moral, o pudor e a família.
As consequências virão. Os crimes aumentaram. A violência e o desprezo pela vida grassaram cada vez mais. Cada vez mais os jovens se envolverão com as drogas e prostituição. Os filhos se levantaram contra os pais. A corrupção crescerá em escala geométrica. O ministério da mentira será cada vez mais aplaudido. Doenças novas e inimagináveis surgiram da noite para dia, sem que ninguém consiga explicar o que está acontecendo. Preparem-se, a hora do acerto de contas já vai começar.
Enquanto hospitais estão abandonados por falta de recursos, milhões serão gastos só para satisfazer quem deseja mudar de sexo. Ninguém nasce homossexual, a ciência nunca provou. Se formos agora visitar as maternidades e leitos de hospitas, quem poderá dizer que dentre aquelas crinças nasceu um homossexual. Ninguém.
Como cidadão e contribuinte, reprovo essa prática vergonhosa de procedimento. Rejeitar o sexo que nasceu, é rejeitar a si mesmo, é rejeitar a família e a Deus. Precisamos mudar de coração e não de sexo.

Jorge Nilson

Nenhum comentário: