Seguidores

10 de fev de 2012

Acusado de responsabilidade em assassinato, Pastor pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo em emissora de rádio



Acusado de responsabilidade em assassinato, Pastor pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo em emissora de rádio


Acusado de responsabilidade em assassinato, Pastor pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo em emissora de rádio
Acusado de “crime de ódio”, o Pastor José Linares pode ficar 45 anos preso, no Estado de Massachussets, Estados Unidos, por pregar contra o homossexualismo.
Linares, que é casado e pai de dois filhos, é fundador do Movimento Pró-Família (International CIPROFAM), foi preso após um processo movido contra ele por uma organização GLBT, que o acusa de co-responsabilidade no assassinato de um jovem gay, após um discurso seu contra o homossexualismo em uma emissora de rádio.
Segundo seu advogado, James Lockett, “tudo é uma armação dos ativistas GLBT, que sempre buscaram silenciá-lo e trancá-lo em uma prisão com falsos argumentos”. O advogado afirma ainda que a organização defensora dos direitos homossexuais que processa o Pastor Linares, possui muito espaço na mídia, e está fazendo pressão para que ele seja condenado.
Segundo o Portal Padom, o rigor da lei no Estado de Massachussets é tão grande, que cerca de 400 líderes cristãos encontram-se presos por pregações semelhantes.
Informações repassadas pelo advogado do Pastor, que é peruano, dão conta de que Linares, enquanto aguarda o desenrolar dos fatos, tem aproveitado esses dias na cadeia para evangelizar: “Ele está sendo incentivado pela leitura de sua Bíblia, falando de Cristo para seu companheiro de cela”.
Em uma entrevista à agência de notícias “La Voz”, Lockett afirmou que teme represálias contra o Pastor, e está solicitando medidas que permitam sua extradição: “Estamos preocupados com a violência dos manifestantes gays no Estado. E como a imprensa tem sido indiferente sobre este caso, estamos tomando medidas, se tudo for favorável, ele está fora do país o mais rápido possível”, afirmou.
Fonte: Gospel+
Divulgação: www.jorgenilson.com

Nenhum comentário: