Seguidores

1 de nov de 2008

Menina de 4 anos que vivia com casal gay é violentada

Menina de 4 anos que vivia com “casal” gay é violentada

Julio Severo
O cabeleireiro Orani Fogari Redondo, de 28 anos, foi preso na noite de 31 de outubro de 2008, em Araraquara, interior de São Paulo, suspeito de estuprar uma menina de 4 anos. A criança morava com ele e com o tio, um homossexual de 54 anos.
Redondo e o tio da menina moravam juntos há quase 10 anos e, há cerca de um ano e meio, o tio ficou com a guarda definitiva da garota porque os pais dela foram presos, condenados por tráfico de drogas.
Uma denúncia anônima levou a polícia até o cabeleireiro. Em sua defesa, o tio, que é enfermeiro aposentado, disse que deixou a sobrinha com o parceiro para ir ao médico e quando voltou viu sangue escorrendo pelas pernas da menina.
Segundo o noticiário da Record de 1 de novembro de 2008, a menininha precisou passar por uma cirurgia por causa da gravidade da agressão e continuará sob acompanhamento médico.
Pressionado pela polícia, o tio confessou que não foi a primeira vez que seu parceiro havia abusado da menina. Em entrevista, a polícia destacou que o rapaz tem outras passagens pela polícia pelo mesmo crime de abuso sexual de crianças.
Pelo fato de que o tio é portador do vírus HIV, existe agora a suspeita de que seu amante mais jovem possa também estar infectado, o que aumenta a probabilidade de a menina ter sido contaminada.
A pergunta que não quer calar é: qual foi o órgão estatal que entregou a guarda da menininha a um homossexual vivendo com outro homem durante muitos anos? Se o estuprador já tinha passagens pela polícia por crimes sexuais contra crianças, o que ele estava fazendo solto?
Fonte: www.juliosevero.com
Leia mais:
http://juliosevero.blogspot.com/2007/09/o-estado-servio-da-pedofilia-conselho.html
http://juliosevero.blogspot.com/2007/06/crianas-o-prximo-alvo-do-movimento.html
http://juliosevero.blogspot.com/2005/04/estudo-revela-abundantes-casos-de.html

Um comentário:

mht.29 disse...

Ola Jorge.
Sou mauro que atendeu o caso da garotinha de 4 anos.
Posso dizer que fiquei assutado com a cena no momento em que cheguei.
Outra coisa o exame de HIV do estuprador deu negativo. Portanto ela não corre risco.
Abraços.

MHT.29@hotmail.com