Seguidores

12 de mar de 2012

Wikileaks revela crimes do partido de Obama nas eleições de 2008


Wikileaks revela crimes do partido de Obama nas eleições de 2008

Exclusivo: Andrea Shea King destaca fontes de um escândalo eleitoral e outras notícias

A última ação do Wikileaks vazou cerca de 5 milhões de e-mails e documentos retirados do bancos de dados da divisão de inteligência da agência Stratfor. As mensagens revelam esforços do partido de Obama de fraudar as eleições de 2008.
Revelações chocantes dos documentos vazados mostram que o Partido Democrata, de Obama, cometeu um crime ao depositar votos falsos nas urnas de Ohio e Filadélfia durante as eleições de presidenciais de 2008.
Uma nota mais tarde revelou que o chamado “reverendo” Jesse Jackson recebeu uma quantia considerável para ficar de boca fechada quanto ao candidato Obama, homem por quem tinha pouca consideração.
A mesma nota interna revelou que a campanha de Obama estava recebendo dinheiro da Rússia ilegalmente. A nota:
De: Fred Burton [mailto:burton@stratfor.com]
Data: Sexta-feira, 7 de novembro de 2008 7:41
Para: secure@stratfor.com
Assunto: Insight – Democratas e Truques Sujos ** Uso Exclusivamente Interno – Favor
Não Encaminhar **
** Uso Exclusivamente Interno – Favor Não Encaminhar**
1) A ala negra dos democratas foi pega inserindo votos falsos nas urnas da Filadélfia e Ohio, conforme reportado na noite das eleições, e o Sen. McCain preferiu não confrontar. O assunto não morreu dentro do partido. Agora é uma questão de como e quando “escoar”.
2) Parece que os democratas “fizeram uma doação” ao reverendo Jesse (não, eles não fariam isso!) para fechar a matraca depois da sua crítica a respeito dos judeus e de Israel. Um passarinho me contou que foi uma “bela doação de seis dígitos”. Isso também é uma questão de escoar.
3) Está aberta a temporada de caça ao dinheiro sujo da Rússia para os cofres do O. A prova do crime já foi encontrada. Trarei mais sobre isso na hora certa. Minha fonte estava eufórica demais para continuar. Será que se pode dizer dinheiro comunista? Isso também é uma questão de escoar.
O Wikileaks começou na semana passada a revelar e-mails obtidos por ele e pelo grupo hacker Anonymous que expuseram os negócios sujos e fraudes eleitorais feitas pelo Partido Democrata por agentes da campanha de Obama.
A agência Stratfor, sob a liderança do seu fundador e diretor executivo George Friedman, tem entre seus contratantes várias empresas da lista Fortune 500, agências do governo e as forças armadas. Em uma declaração, a Stratfor afirma que reuniu "boas fontes” em muitos países, “como faria qualquer publicação de análise geopolítica global”.
Em um relatório publicado, um segundo e-mail do Wikileaks indicava que o candidato republicano à presidência, John McCain, decidiu não tomar medidas legais contra os democratas por fraudarem votos, acreditando que fazer isso poderia jogar o país em uma desordem civil, decidindo então deixar o assunto de lado.
E-mails entre funcionários da Stratfor indicam que as ações de McCain foram vistas como desconcertantes, no mínimo.
Em outras notícias relacionadas, sugeriu-se indicar Bradlei Manning, homem que acreditam ter fornecido várias informações ao Wikleaks, ao Prêmio Nobel da Paz.

A Grande Irmã do Departamento de Segurança Interna dos EUA monitorando palavras-chave no Twitter e Facebook

Se você achou que era 2012, pense de novo. É 1984, o ano orwelliano do Grande Irmão. Bem... que seja Grande Irmã.
Um documento interno publicado pelo Centro de Informações de Privacidade Eletrônica (cuja sigla em inglês é EPIC), uma organização ativista privada, afirma que uma empresa contratada pelo Departamento de Segurança Interna dos EUA está monitorando redes sociais como o Facebook e o Twitter por uma lista de palavras-chave em constante mudança. Mencionamos isso em 13 de fevereiro de 2012 no artigo “Doomsday clock ticking on Internet freedom”.
No início de 2010, a empresa General Dynamics Advanced Information Systems, premiada pelo Departamento de Segurança Interna, assinou um contrato de US$11,3 milhões.
"Karma"? Essa é uma das palavras monitoradas pela Grande Irmã?

Obama atualiza sua linha do tempo do Facebook

Que bonitinho! A nova linha do tempo do Facebook do presidente Barack Obama tem direito a uma postagem em 4 de agosto de 1961, escrito “Made in the USA”, e mostra uma caneca com sua certidão de nascimento. Esse Obama, que senso de humor!
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do WND: “Wikileaks reveals Democrat 2008 election crimes

Nenhum comentário: