Seguidores

8 de abr de 2011

Desastre do Japão Causado por Permissão da Homossexualidade Aberta no Exército, Diz Profeta dos EUA

Desastre do Japão Causado por Permissão da Homossexualidade Aberta no Exército, Diz Profeta dos EUA

Por Stephanie Samuel|Repórter do The Christian Post
Traduzido por Amanda Gigliotti


A controvertida e auto-proclamada profeta Cindy Jacobs ligou os desastres naturais no Japão com a revogação dos EUA da lei “não pergunte, não fale,” e está pedindo aos norte-americanos que se arrependam.

Em um vídeo na semana passada, a presidente e co-fundadora do grupo de treinamento missionário Generals International, afirmou que a mensagem profética de que desastres naturais resultariam da revogação de dezembro da proibição de 1993 sobre a homossexualidade aberta no exército militar nos EUA, tornou-se verdade.

Eu sei que alguns de vocês não entendem o aviso que eu dei ... Quando nós quebramos as leis de Deus então isso com certeza causa ciclos de natureza a virem logo em seguida. Eu disse se isso é verdade, então o que nós iremos ver serão desastres naturais, nós iremos ver padrões de tempo mudando radicalmente, iremos ver tormentas, nós iremos ver inundações e assim por diante,” disse ela, citando a passagem bíblica de Hosea 4. “E isso tem acontecido.”

Jacobs primeiramente emitiu um aviso sobre as consequências à revogação da DADT no início deste ano. Ela falou da possibilidade de ligação entre a permissão de homossexuais servindo o exército abertamente e o fenômeno raro com milhares de pássaros mortos e peixes no Arkansas.

O Presidente Barack Obama assinou a legislação de revogação da DADT em Dezembro. Semanas depois, na véspera de Ano Novo, uns 5.000 melros caíram do céu, encontrando-se espalhados por toda a cidade de Beebe, Arkansas. Então alguns dias depois, 100.000 peixes foram encontrados mortos na costa do mesmo estado.

Jacobs está agora traçando o terremoto e tsunami do mês passado que dizimou a costa do Japão e causou problemas na usina nuclear de Fukushima voltando novamente na revogação da DADT.

Eu recebi algumas críticas de pessoas que não entenderam os avisos que eu dei sobre desastres naturais vindo como resultado de nossa revogação no ‘não pergunte, não fale,’ abrindo o nosso exército militar à homossexualidade abertamente,” disse a líder da GI, observando que as Escrituras definem uma união a ser entre um homem e uma mulher.

“Tudo que eu disse aconteceu,” afirmou ela.

“Precisamos nos arrepender por afastar-nos de Deus.”

Bem antes do terremoto e tsunami de 11 de março, que matou pelo menos 25.000 pessoas, outros tem feito comentários similares sobre o desastre estar dando sinais de aviso desde cima.

O Rev. David Yonggi Cho, pastor principal da Yoido Full Gospel Church – a maior Igreja do mundo – veio sob o fogo quando ele disse que o desastre do Japão foi provavelmente “aviso de Deus” para a população japonesa, em que a maioria não é cristã. O Governador de Tóquio Ishihara também ponderou se o desastre não teria sido uma punição divina. Depois ele se desculpou pela observação. Nos EUA, o comentarista da televisão republicana Glenn Beck falou que o desastre que é “uma mensagem enviada.” Beck é um Mórmon. Não é claro qual é a religião que Shintaro.

Um Instituto de Pesquisa Religiosa Pública e Serviço de Notícias Religiosas, liberada no mês passado, encontrou que aproximadamente seis a cada dez entrevistados brancos acreditam que os desastres naturais são sinais de Deus, mais do que sinais de mudança de clima global. A maioria também acredita que os desastres naturais são evidência de que a Bíblia chama para o “fim dos tempos.”

Um número de 53 por cento adicional de brancos evangélicos acreditam que Deus pune as nações pelos pecados de seus cidadãos.

Jacobs, falando aos telespectadores do webcast de Notícias da GI, urgiu por oração para as pessoas feridas no Japão enquanto pediu por arrependimento por perturbar a lei de Deus. Ao mesmo tempo, ela relembrou a audiência que Deus é um Deus de misericórdia. “Se nós orarmos ... essas coisas não deverão acontecer


Divulgação: www.jorgenilson.com

Nenhum comentário: