Seguidores

8 de out de 2011

Secretaria de educação do Canadá empaca devido à revelação de que material anti-bullying expõe crianças a vídeos pornográficos gays

Secretaria de educação do Canadá empaca devido à revelação de que material anti-bullying expõe crianças a vídeos pornográficos gays

VANCOUVER, Colúmbia Britânica, Canadá, 6 de outubro de 2011 (Notícias Pró-Família) — Vídeos que mostram homens nus explicitamente sodomizando uns aos outros — inclusive como “material de apoio” numa campanha “anti-bullying” para as escolas de Vancouver — são “realmente impróprios”, diz um dos secretários de educação.
Campanha “Fora do Armário nas Escolas”
A crítica que o secretário Ken Denike fez da campanha “Fora do Armário nas Escolas” (FAE) ocorre depois que os pais se queixaram de que as escolas da cidade de Burnaby foram levadas, por meio de tapeações, a apoiá-la como uma campanha “anti-bullying” quando na verdade a campanha nada mais é do que um “embuste” dos “ativistas sexuais” para “sexualizar os estudantes” e introduzi-los, por meio de seduções, à “cultura gayzista”.
“Achei a campanha realmente imprópria, principalmente para os alunos de 13 anos de idade”, Denike disse para a Agência QMI, se referindo ao material do site Iniciativa de Saúde Masculina (CSM) que estava na lista como um “recurso para os jovens” no livreto “Fora do Armário nas Escolas”.
“Esse material está disponível no site Xtube, que é realmente material pornográfico”.
Veja o material sexualmente explícito do site Iniciativa de Saúde Masculina aqui. (Avisamos fortemente aos leitores que é explicitamente pornográfico.)
Aparecem mensagens na seção de recursos tais como “Se você f**er sem uma camisinha, faça o teste”.
O secretário Denike diz que gostaria de ver mais prestação de contas com relação aos materiais que são oferecidos aos estudantes pela internet. “O que queremos é que os professores passem pelos mesmos procedimentos que normalmente passam quando estão usando um livro, que eles sejam muito vigilantes acerca do material e verifiquem o site”, disse ele.
Kari Simpson, presidente de Culture Guard, uma organização de base que promove ativismo dos cidadãos, disse para LifeSiteNews que o secretário Denike sabe só um “pequeno fragmento” do “real escândalo” por trás da campanha “Fora do Armário nas Escolas”. “Creio que eles estão agora começando a entender o que está acontecendo!”
“A Iniciativa de Saúde Masculina [site promovido pela Campanha “Fora do Armário nas Escolas”] é basicamente uma organização gayzista de namoros que está envolvida na produção de pornografia gay explícita para enviar mensagens sobre questões da saúde sexual gay”, explicou ela.
Simpson crê que esse tipo de “material de apoio” onde homens nus explicitamente sodomizam uns aos outros indica o que está no centro da campanha e que os pais deveriam ficar “chocados” e sentirem “justa indignação” quando descobrirem a que tipo de coisa seus filhos estão sendo submetidos.
“A Campanha ‘Fora do Armário nas Escolas’ deveria ser expulsa das escolas”, disse Simpson.
Visite Culture Guard para ver uma denúncia detalhada da Campanha “Fora do Armário nas Escolas”.
Visite Parents’ Voice para ver seu desmascaramento da agenda homossexual nas escolas da Colúmbia Britânica.

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
http://jorgenilson.blogspot.com
http://jorgenilson.blogspot.com
Divulgação: www.jorgenilson.com

Nenhum comentário: