Seguidores

7 de jul de 2011

Por que é tão difícil abandonar o homossexualismo. Parte II


Por que é tão difícil abandonar o homossexualismo? Parte II

Jorge Nilson

Fatores externos

Com todo o apoio financeiro, político, televisivo e até “religioso” de alguns falsos pastores, o homossexualismo cresce sem ser barrado; a sua propaganda não tolera o contraditório. São insaciáveis a procura de mais um para denegrirem e afetarem em sua insana campanha pela promoção sexo entre pessoas do mesmo sexo. Não dispensam velhos, crianças, animais, e agora até os “santos” da igreja católica foram chamados de gays na última para da gay, pois as imagens foram colocadas com gestos “desmoiecados”. As cores utilizadas durante a parada gay camuflam as trevas que jaz nesse evento. Colorir para disfarçar, sorri para não chorar. Corpos desnudos e muita ofensa à Deus e a sua igreja não faltaram. Como sempre, político da estirpe de Marta Suplicy e até, a “evangélica” Preta Gil estava lá também para fazer coro com a multidão de pervertidos, que Deus está errado em ser contra o homossexualismo.

Com Kit gay, professores gays, livros de promoção gay, novela global e “Universal” incentivando a causa gay. Milhões de reais público patrocinando esse comportamento será difícil alguém sair dessa treva.

Fatores espirituais

Com a queda do homem e conseqüentemente o seu abandono de Deus, Satanás aproveita o máximo para conseguir o maior número possível de vítimas. O mundo jaz no maligno. Uma sociedade onde Deus não é honrado (Sal. 33:12), onde a luz se confunde com as trevas e as trevas chamadas de luz, uma educação universitária que durante os anos de seus estudos disseminam as idéias de Karl Marx, Lenine, e outros expositores do socialismo comunista, um estado que se diz laico e na realidade é um estado anticristão, não tem como causar pudor, respeito e honra, temor a Deus e consideração a família. O homossexualismo é considerado por muitos teólogos como o nível mais baixo que uma sociedade pode chegar. É o último estágio de uma geração. Demônios estão a toda hora pregando que é belo ser gay. A vergonha é chamada de orgulho. Os homossexuais estão bem confortáveis neste ambiente de sensualidade e promiscuidade, tanto sexual, como política.

Vereadores, deputados estaduais e federais, senadores, governadores, ministros, STF, Presidência da Republica, todos eles condenam as doutrinas cristãs contra a prática homossexual e favorecem o impuro homossexualismo. Com todo esse aparato favorável aos gays, torna-se difícil libertar-se desse comportamento. Entretanto, independente disso, a igreja de Cristo não deve se calar, devemos como cristãos não temer prisão, perseguição ou morte. Utilizemos de todos os meios legais e espirituais para quebrar essa corrente do mal. Inserir nas pessoas o amor de Deus e a sua justiça.

Nenhum comentário: