Seguidores

15 de ago de 2011

Título ao Pastor Silas Malafaia é vetado por ele ser supostamente homofóbico: “ele é um total desrespeito à dignidade humana”

Título ao Pastor Silas Malafaia é vetado por ele ser supostamente homofóbico: “ele é um total desrespeito à dignidade humana”

Título ao Pastor Silas Malafaia é vetado por ele ser supostamente homofóbico: “ele é um total desrespeito à dignidade humana”

A Câmara Municipal de São Luís, capital do Maranhão, ficou bem agitada na manhã da última terça-feira, 2, durante a sessão onde os vereadores votariam um projeto para conceder ao pastor evangélico Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus, o título de Cidadão de São Luís.

O projeto de Decreto Legislativo (010), de iniciativa da vereadora Rose Sales (PCdoB), quer conceder o título ao pastor, mas encontrou resistência da maioria dos vereadores, o vereador Ivaldo Rodrigues do PDT (foto), líder do governo na Câmara, disse que era necessário analisar a projeto. Segundo ele, conceder tal homenagem “ao pastor Silas Malafaia é um total desrespeito à dignidade humana”, afirmou após pedir vista ao processo.

“Além disso, pedi vista do projeto, pois a matéria tem que ter um ponto de vista técnico, assim como constar um currículo da pessoa. Não tem sequer uma informação dessa cabível, colocada à disposição dos vereadores. Portanto, não tem nenhuma justificativa para se dar um título de Cidadão de São Luís ao pastor Silas Malafaia”, criticou o vereador Ivaldo. Rodrigues afirmou ainda que Malafaia é hoje “uma persona non grata à comunidade gay”, já que utiliza um programa na televisão para fazer ataques sistemáticos à comunidade LGBT.

A respeito das intenções da vereadora Rose Sales em querer prestar uma homenagem a Silas Malafaia, Ivaldo Rodrigues acredita que ela deseja “ganhar os holofotes da mídia”. No entanto, a vereadora rebateu as acusações afirmando que “é serva do senhor” e que Malafaia não é homofóbico. O vereador Chico Viana (PSDB) também se posicionou contra a medida e lembrou que recentemente a Câmara aprovou um Projeto de Lei que atua contra a discriminação por orientação sexual. “Acho que considerar o homossexual como ser abjeto, como um grande pecador, que nunca vai receber o perdão de Cristo, não é normal”, reforçou o vereador Chico.

O Decreto Legislativo que prevê o Título de Cidadão ao pastor Silas Malafaia deve voltar para apreciação na semana que vem.

Fonte: Gospel+

Com informações de UOL e MixBrasil

Nenhum comentário: